Juntas, Transmarine e Skymarine oferecem solução completa para transporte intermodal

0
1220
IMPRIMIR

Quando um artefato chega ao seu destino final e o responsável finalmente dá o visto, atestando que o produto foi realmente entregue, muitos industriais e outros empresários que dependem do segmento de logística para escoar suas mercadorias, respiram aliviados. Poucos sabem, mas para que essa cena se repita diariamente em milhares de estabelecimentos pelo país, é necessária uma grande e desafiadora jornada. O Brasil possui uma área de 8.516.000 km² – três vezes mais que Argentina e vinte duas vezes maior que o Japão – e atravessá-lo, de ponta a ponta, é um obstáculo inerente ao transporte de cargas, o que interfere em diversas oportunidades de negócios nos mais diferentes setores.

De olho nesse cenário desafiador, a empresa Transmarine, especializada em transporte terrestre, e a Skymarine, responsável por soluções logísticas náuticas e aéreas, juntam suas forças e propõe alternativas inovadoras capazes de driblar os problemas dos diferentes modais que rondam o setor de logística no país. A atuação em conjunto permitirá a promoção de soluções nas operações retroportuárias, armazéns gerais e transporte.

Para Osmar Munhoz Júnior, CEO da Transmarine, a fusão das duas marcas atende uma demanda dos próprios clientes das duas operadoras de logística. A Transmarine e a Skymarine prestam serviços de soluções logísticas para diversos segmentos – piso, plástico, ração animal, tinta, vestuário, bebida, cimento, construção civil, comércio eletrônico, ferro, náutico, máquina, milho, café, papel e alimentos. “Já praticávamos o transporte intermodal para alguns clientes dos mercados de farinha animal, fertilizantes, placas solares e feijão e resolvemos unir as duas empresas para oferecer para toda nossa carteira a praticidade de ter um único fornecedor”, explica.

Para os clientes, a unificação do serviço de logística significa otimização de custo e de tempo. Vale lembrar que o sucesso de uma companhia e o cumprimento de prazo junto aos clientes finais depende das práticas de logística adotadas. Quando um único fornecedor é responsável pela retirada do produto no pátio da empresa até a entrega no destino final, o planejamento, a execução e o controle da operação são simplificados.

“Com a fusão da Transmarine e da Skymarine vamos fazer a gestão completa do transporte de cargas. Não haverá ruídos na comunicação, algo comum quando existem vários fornecedores responsáveis por etapas diferentes de todo o processo de transporte, que é complexo. Quando oferecemos o serviço com exclusividade, desde a retirada da mercadoria, passando pela armazenagem, movimentação, estoque e transporte até o destino final, podemos mensurar todos os gastos e tomar as decisões corretas. Conseguimos realizar um comparativo de custos x orçamento, que nos ajudam a identificar em quais etapas do processo os dispêndios estão maiores do que o adequado, quais pontos precisam de atenção e como direcionar as ações de redução de custo. Sem falar na questão da rastreabilidade: nossos clientes acompanham em tempo real a movimentação da carga e trabalham com uma previsão concreta no que diz respeito a data de entrega da mercadoria no destino final”, informa Osmar Munhoz Júnior.