Petrobras passará a usar somente robôs para mergulhos em longas profundidades, mas manterá os seus mergulhadores

0
24
IMPRIMIR
Companhia aplicou tecnologias de ponta que trazem mais segurança para as operações e reduzem a exposição dos trabalhadores a risco

A Petrobras se tornou a primeira entre as maiores do setor a substituir, em definitivo, o mergulho em altas profundidades por robôs submarinos. A mudança permitiu reduzir riscos às pessoas e aumentar a segurança, ao substituir o mergulho saturado, realizado por mergulhadores em profundidades maiores que 50 metros, por operações 100% sem mergulho, que utilizam apenas robôs submarinos. Para se ter uma ideia, no passado a Petrobras já chegou a realizar, em média, 2 mil mergulhos saturados por ano.

A solução 100%  sem mergulho é mais um caso de sucesso no uso de tecnologias para remover os trabalhadores de atividades complexas e de maior exposição ao risco. A nova solução tecnológica também aumentou a confiabilidade no acionamento das válvulas de segurança de plataformas, com a alteração do sistema de conexão para atuação com robôs e sem mergulho. “Na Petrobras, buscamos as soluções e tecnologias mais modernas para tornar a operação cada vez mais segura. O uso de robôs, por exemplo, já vem sendo aplicado em situação de combate a incêndio, de manutenção em altura, entre outros. A partir deste compromisso, a empresa se tornou referência internacional em segurança das operações”, disse o gerente executivo de Segurança, Meio Ambiente e Saúde da Petrobras, Flaubert Machado.

Fonte: Petronotícias