Livro de Heloisa Schürmann é finalista de premiação internacional

0
449
IMPRIMIR
A família Schurmann reunida quando Kat ainda era viva (Foto: Stefano Martini/Ed. Globo)

Paralelo aos preparativos para a Expedição Oriente, Heloisa Schürmann segue navegando pelo sucesso literário de ‘O Pequeno Segredo – A Lição de Vida de Kat para a Família Schürmann’. Esta semana, a autora foi surpreendida ao ver que sua obra está entre as cinco finalistas do Brazilian International Press Awrads-USA, que presta homenagem a personalidades e instituições brasileiras que promovem o País. Os vencedores serão divulgados dia 5. “Estou muito emocionada com o carinho do público que votou no livro”, disse Heloisa à coluna. A cerimônia de premiação está marcada para o dia 3 de maio no Amaturo Theater do Broward Center for the Performing Artes, nos Estados Unidos.

Em tempo: o livro conta a história de Katherine, que foi adotada pela família velejadora aos 3 anos, em 1995, e era soropositiva. A família manteve tudo em segredo até sua morte, em 2006, já que a própria menina queria contar que era portadora de HIV como forma de combater o preconceito. “A luta de uma criança contra essa doença é inglória. Mas nada é pior do que o preconceito e a falta de amor”, diziam os Schürmann, depois da morte da caçula. “Mais que uma história sobre HIV, é uma história de vida. Ouço pais de crianças diabéticas ou com intolerância alimentar que não viajam, mal saem de casa. Há possibilidades abertas a todas as crianças. É preciso lutar. As pessoas às vezes colocam um ponto final antes do tempo”, diz Heloisa.

A história também vai virar filme com produção de Berry Osborne, nome por trás de filmes como Senhor dos Anéis, Matrix e Apocalypse Now, que se apaixonou pela história do livro. “Não será um documentário mas um filme de ficção. Não vamos focar na doença. Só depois da metade do filme que o segredo é revelado. Estamos cuidando para que não seja melodramático, mas muito emocionante”, diz David, um dos filhos do casal que é diretor de cinema. O projeto será filmado na Nova Zelândia, em Florianópolis e no Pará e será falado em inglês e português