Lideranças participam de apresentação do projeto de duplicação da ERS 734

0
53
IMPRIMIR

A ERS 734 se caracteriza como uma das principais vias de acesso entre o Centro da cidade e o balneário Cassino. No entanto, a rodovia conta com gargalos já conhecidos pelos motoristas que impedem a circulação em determinados horários do dia e o tráfego de veículos leves acaba sendo dividido com a BR 392, no distrito industrial.

Na rodovia federal circulam caminhões que transportam cargas para o Porto do Rio Grande os terminais do Superporto, aumentando os riscos de acidentes e contribuindo para a formação de congestionamentos. Uma reunião em Porto Alegre, na manhã desta segunda-feira, apresentou o projeto para a duplicação do trecho entre o pórtico e o trevo.

O encontro aconteceu junto à Secretaria Estadual de Logística e Transportes (Selt), com a participação do governador do estado, Eduardo Leite, do titular da pasta, Juvir Costela, do secretário estadual de meio ambiente, Luiz Henrique Viana, do superintendente da Portos RS, Fernando Estima, do prefeito municipal, Fábio Branco, e do deputado federal Daniel Trzeciak.

A estimativa do governo gaúcho é de que a obra tenha um custo total de R$ 50 milhões e os recursos para a sua viabilização já estão garantidos. Com a apresentação do projeto, que contará com iluminação e uma ciclovia, o próximo passo será a organização do processo licitatório para a contratação da empresa que será responsável pela execução.

Para o superintendente, Fernando Estima, a ERS 734 é fundamental para distensionar o lote 4 da BR 392 e destacou a importância das lideranças políticas da região. “Estamos muito satisfeitos, pois essa força política foi essencial para definirmos essa difícil missão de onde colocarmos o orçamento do estado. Conseguimos com essas lideranças R$ 50 milhões para fazer uma antiga obra desejada por todos”.

O prefeito municipal, Fábio Branco, disse que ao saber que haviam sido detectadas necessidades de readequações no projeto, foi solicitada a inclusão do trecho até o pórtico. “Essa é uma obra estruturante, que auxiliará na retirada do fluxo de veículos leves da BR 392. Quando a duplicação estiver concluída, vamos destravar o trânsito da cidade do Rio Grande como um todo”, afirmou.

O secretário estadual de meio ambiente, Luiz Henrique Viana, também comemorou a apresentação e afirmou que a obra promoverá o desenvolvimento da região sul. “O anúncio da conclusão do projeto de duplicação da ERS 734 é histórico. Com a realização desta importante obra iremos promover o desenvolvimento do estado em logística, transporte, mobilidade e turismo para a região sul”.

O deputado federal, Daniel Trzeciak, destacou que a obra trará mais segurança para os moradores e para quem chega à cidade. “Trata-se de uma demanda histórica do município, com uma mobilização de grandes lideranças e nosso mandato vem desde o início solicitando ao governador que atendesse e apresentasse um projeto de requalificação que contemplasse a duplicação dos 6,5 km, com iluminação e ciclovia”.

Texto: Rodrigo de Aguiar / Fotos: Divulgação/Portos RS