K Line captura com sucesso CO2 de um navio

0
66
IMPRIMIR
O sistema será usado em um dos navios de etileno da Solvang. A Wärtsilä projeta a unidade adaptada enquanto completa um sistema de teste baseado em terra. A unidade terrestre será concluída ainda este ano. As empresas esperam instalar o sistema piloto no navio até 2023.

O armador K Line separou e capturou com sucesso o CO2 do gás de exaustão de um navio, utilizando uma usina de captura. A embarcação, o “Corona Utility”, operado pela pelo armador para a Tohoku Electric Power, baseou o projeto CC-Ocean, que conta com uma planta de captura de CO2 a bordo, como parte de uma pesquisa para o avanço das tecnologias de recursos marinhos. Esse estudo é uma cooperação entre o estaleiro Mitsubishi e a Classe NK.

Como resultado do teste, o CO2 capturado apresentou pureza superior a 99,9%, o que está em linha com o desempenho planejado.

No início de agosto, a planta de captura de CO2 em pequena escala foi testada e acompanhada por especialistas da Mitsubishi. Desde meados de setembro, a tripulação do navio está conduzindo a operação, medição e manutenção da planta, e continuará a avaliar a segurança e a operabilidade do equipamento.

Os projetos-piloto que exploram a possibilidade de utilizar a tecnologia de captura de carbono a bordo de navios estão fazendo um grande progresso para a descarbonização. Embora especialistas do setor questionem a praticidade do uso da captura de CO2 a bordo de navios, os primeiros testes relatam sucessos com o potencial da tecnologia, que pode estar disponível comercialmente em dois ou três anos.