Guarulhos concentra mais de 80% da cocaína apreendida nos aeroportos brasileiros

0
23
IMPRIMIR
O Fantástico analisou 1.330 registros de apreensões nos últimos três anos em portos e aeroportos do país. Autoridades apreenderam 109,2 de toneladas de cocaína em portos e aeroportos do Brasil.

Em média, pelo menos uma pessoa foi presa por dia no Aeroporto Internacional de São Paulo em 2023, em Guarulhos. O local concentra mais de 80% da cocaína apreendida nos aeroportos do país.

Esse e outros dados inéditos (obtidos por meio da Lei de Acesso à Informação) são de um levantamento exclusivo do Fantástico sobre o tráfico internacional de drogas no país.

Um dos motivos para Guarulhos ser a principal rota de drogas entre os aeroportos do país é a abundância de voos para destinos espalhados por todos os continentes.

Contexto atual

O Fantástico presenciou uma passageira ser presa em flagrante no local, por tráfico internacional de drogas. Ághata Frazão viajaria pela terceira vez para a França em apenas nove meses. A poucos passos do avião, o plano dela esbarrou na equipe da Receita Federal.

Ainda na condição de suspeita, ela foi levada para uma sala reservada para passar por testes. Em seguida, foi presa, recebeu atendimento médico e foi levada imediatamente para o hospital para expelir a droga que havia ingerido (ela também carregava cocaína na bagagem).

Em nota, a defesa de Ághata Frazão afirmou que vai provar que a cliente não é traficante e não faz parte de organização criminosa.

O Fantástico também acompanhou outra prisão em flagrante em Guarulhos. Dessa vez, de Dávlia Ferreira de Souza, grávida de cinco meses. A defesa da União disse que ela vive em situação de extrema vulnerabilidade social e irá se defender da acusação ao longo do processo.

“Nós detectamos aqui um aumento muito grande de mulheres, algumas delas com filhos, outras até grávidas fazendo esse transporte para o exterior”, afirma Dennis Cali, delegado-chefe da Polícia Federal.

Portos

Quanto aos portos do país, Santos e o de Paranaguá lideram o ranking das apreensões por droga.

A Europa seria o principal destino da cocaína apreendida nos portos brasileiros em 2023. Quase 80% dos carregamentos com rotas identificadas iriam para lá.

O Fantástico analisou 1.330 registros de apreensões nos últimos três anos em portos e aeroportos do país. Autoridades apreenderam 109,2 de toneladas de cocaína em portos e aeroportos do Brasil.

Cerca de 78,6 toneladas da cocaína apreendida tinha como destino mais de 92 países.A cocaína exportada pelo Brasil vem da Colômbia, Peru e Bolívia.

“A produção de cocaína tem aumentado paulatinamente todos os anos recentes”, afirma Cláudio Monteiro, especialista do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime. “Essa droga chega em todas as regiões do mundo.”

O destino

“O PCC consegue associar um monte de empreendedores, de muitos países, diferentes máfias europeias, diferentes grupos latino-americanos, cartéis, diferentes grupos que estão trabalhando na África”, explica o sociólogo e pesquisador Gabriel Feltran.

“Por ser esse intermediador muito importante na cadeia de valor, ele vai conseguir aumentar essa escala e ser interessante para todo mundo negociar com ele.”

Garantia da Lei e da Ordem

Em novembro do ano passado, o presidente Lula decretou a GLO, a Garantia da Lei e da Ordem”Para que a gente possa ajudar os governos dos estados e ajudar o próprio Brasil a se livrar do crime organizado, da quadrilha, do tráfico de drogas e do tráfico de armas”, disse o presidente, na época.

Marinha e Aeronáutica passaram a reforçar a vigilância em portos e aeroportos, no Rio de Janeiro e em São Paulo.A data prevista para o fim da operação é 3 de maio.

Para o secretário nacional de Segurança Pública, Mario Luiz Sarrubbo, é preciso ter cada vez mais integração entre as forças de segurança federais e estaduais. E combater a lavagem de dinheiro do tráfico.

Fonte: TV Globo /  Fantástico