Gestão ambiental nos portos ganha destaque na pandemia

0
107
IMPRIMIR
O setor de gestão ambiental dos portos encontrou nas novas tecnologias um forte aliado na manutenção das suas atividades, ao mesmo tempo em que garantia a saúde dos colaboradores e demais envolvidos nas ações ambientais./ Jorgito Santos

A eclosão de uma pandemia em escala global trouxe à tona a necessidade de novas práticas em todos os setores da sociedade, e a perspectiva da sustentabilidade pesou ainda mais nas decisões dos gestores. Mas atrelada a essa consciência também surge outra dinâmica nos modos de atuação e trabalho, tendo em vista a obrigatoriedade da aplicação de medidas sanitárias para conter o avanço da doença. O setor de gestão ambiental dos portos encontrou nas novas tecnologias um forte aliado na manutenção das suas atividades, ao mesmo tempo em que garantia a saúde dos colaboradores e demais envolvidos nas ações ambientais. 

Para o diretor de negócios e sustentabilidade da Companhia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ), Jean Paulo Castro e Silva, o uso da tecnologia pode ser um dos maiores legados deste período de crise sanitária para a gestão ambiental. Segundo ele, será uma prática que não apenas deve perdurar como será estimulada. A companhia criou um grupo específico para regulamentação do trabalho remoto, prática que, segundo ele, também veio para ficar, seguindo a tendência mundial. Ele afirma que desde que instituído da maneira correta, o trabalho remoto oferece muitos benefícios ao empregado e ao empregador, sem comprometer os resultados da organização.

Leia mais:

https://www.portosenavios.com.br/noticias/portos-e-logistica/gestao-hibrida