Criação da secretaria de hidrovias é marco histórico à navegação na Amazônia

0
92
IMPRIMIR

O Ministério de Portos e Aeroportos (Mpor) oficializou na última quinta-feira (11) a criação da Secretaria Nacional de Hidrovias e Navegação (SNHN). A medida foi publicada no Diário Oficial da União do dia 8 de abril, por meio do Decreto nº 11.979, trazendo mudanças para o funcionamento do ministério.Essa é a primeira vez que o Brasil contará com um órgão dedicado exclusivamente à formulação e implementação de políticas públicas voltadas para o desenvolvimento das hidrovias.

Hidrovias são vias navegáveis utilizadas para diversos tipos de transportes, sobretudo àqueles voltados à comercialização de mercadorias de grande porte. As hidrovias são um tipo de transporte aquaviário que ocorre em rios e lagos.

A principal vantagem das hidrovias está atrelada ao custo-benefício desse transporte, em especial no que tange o deslocamento de cargas pesadas em grandes distâncias. Entretanto, é um modal que também apresenta desvantagens, como a demora no translado dos produtos.

A SNHN terá a responsabilidade de propor, implementar, monitorar e avaliar a política nacional de transportes, abrangendo os setores de hidrovias, instalações portuárias públicas de pequeno porte, bem como a navegação marítima e interior.