Transporte marítimo seguirá afetado por lockdowns na China nos próximos meses, diz MSC

0
26
IMPRIMIR
Normalmente, as empresas fazem quatro viagens por ano até a Ásia, mas estão conseguindo fazer uma média de até 2,5 ciclos anuais

O impacto dos lockdowns na China para combater a Covid-19, especialmente no mega porto de Xangai, continuará por meses para o setor de transporte marítimo de cargas em contêineres, disse nesta quinta-feira o diretor presidente da MSC no Brasil, Elber Justo.

“A Covid, apesar de acharmos que ficou para trás… continuará impactando nosso negócio nos próximos meses”, afirmou o executivo, durante seminário internacional do café, produto geralmente embarcado para o exterior em contêineres.

Exportadores, incluindo o setor de café, vêm lidando com o problema durante a pandemia, enfrentando maiores custos e também gargalos para escoar os produtos.

Segundo Lúcio Dias, superintendente comercial da cooperativa Cooxupé, maior exportadora de café do Brasil, “a logística estava muito ruim, deu uma melhorada, mas depois que a China voltou a fazer lockdowns atrapalhou bastante”.

https://www.istoedinheiro.com.br/transporte-maritimo-seguira-afetado/