TCP é pioneira no uso de redes móveis privadas em portos

0
14
IMPRIMIR
Três estações rádio base da Sunwave foram instaladas pela Trópico no terminal no 1º trimestre de 2022

O primeiro semestre de 2022 foi marcado por uma grande inovação no TCP, ao tornar-se o primeiro porto no Brasil licenciado a utilizar uma rede wireless privada LTE. A empresa investiu R$ 1 milhão na tecnologia que beneficiará os clientes com mais segurança, menos risco de danos e melhor atendimento à carga. Com o investimento, a empresa buscou estabelecer um sistema produtivo de alta disponibilidade para suportar sua operação de missão crítica. A tecnologia LTE (Long Term Evolution, ou “Evolução a Longo Prazo”) foi implementada adicionalmente à rede Wi-Fi e a TCP manterá ambas em produção para maior disponibilidade operacional.

A tecnologia LTE é a mesma utilizada nas redes celulares das operadoras, oferecendo alta velocidade, baixa latência e mobilidade. Trata-se de uma rede privada com toda a capacidade dedicada exclusivamente à operação da TCP.

“O projeto LTE faz parte do plano de arquitetura de alta disponibilidade da infraestrutura, sendo necessário para atender o grande volume de movimentações que o terminal realiza, atualmente superior a um milhão de TEUs. Nosso objetivo é fazer com que a TCP ofereça o melhor e mais tecnológico sistema de contêineres da indústria”, afirma Walter Maria Júnior, gerente de TI da TCP.

Os equipamentos da Sunwave foram fornecidos e implantados pela Trópico e operam em banda de 2,3 GHz, licenciada pela Anatel para a TCP no mês de maio. A tecnologia LTE permite tráfego de dados em velocidades superiores e maior eficiência de espectro, ou seja, mais dispositivos conectados sem prejudicar a rede.