Referência na construção naval da região sul, a EBR disponibiliza vagas de emprego para suprir demandas imediatas

0
97
IMPRIMIR
Nos últimos anos, a estatal focou no leasing e agora pretende dar continuidade também aos contratos de EPC, como nas plataformas P-78 e P-79, que estão em licitação.

Boas notícias para alguns profissionais da construção naval do Rio Grande do Sul. A EBR ( Estaleiros Brasil) solicitou ao CPG (Click Petróleo e Gás) que divulgássemos algumas vagas de empregos para atender o polo do armador em São José do Norte – RS (Polo Industrial de Rio Grande – RS). No decorrer da matéria é possível entender melhor sobre os cargos e suas atribuições.

Vale ressaltar que a EBR também está pré-qualificada para disputar as obras de duas plataformas da Petrobras que serão destinadas ao campo de Búzios, a P-78 e P-79, outros noves armadores nacionais e internacionais estão na disputa. São eles:

  • Estaleiro Brasfels

  • Single Buoy Moorings, Toyo Engineering Corporation

  • Keppel Shipyard

  • Daewoo Shipbuilding & Marine Engineering

  • Modec

  • Samsung Heavy Industries

  • Hyundai Heavy Industries

  • Technip France

Apesar de Castello Branco dizer que deve comprar onde for mais barato, ou seja, em estaleiros asiáticos, a construção naval do Brasil ainda acredita na complacência da Petrobras para gerar empregos por aqui.

Vagas de empregos na EBR – Cargos e Requisitos

Segue abaixo os cargos que estamos disponibilizando:

  • Caldeireiro (Com Experiência);

  • Encanador Industrial (Com Experiência);

  • Soldador Tubulação TIG (Aço Carbono);

  • Soldador Tubulação TIG Ligas Especiais (Duplex e Super Duplex);

Obs.: Trabalhar no EBR Estaleiros do Brasil Ltda em São José do Norte – RS (Polo Industrial de Rio Grande – RS).

Não foi colocado limites geográficos para que os profissionais disputem os cargos, portanto, para aqueles que detém os requisitos e qualificações acima, mandem um e-mail com o CV em anexo e o nome do cargo para recrutamento@ebrbrasil.com.

No setor de óleo e gás offshore, que é a área de atuação do EBR, o cenário é muito positivo. São esperados de 3 a 4 projetos de plataformas FPSO por ano durante os próximos cinco anos. “A Petrobras anunciou para os próximos anos sete plataformas FPSO no campo de Búzios, na área do pré-sal, com regras de conteúdo local. Já passamos pela fase de análise técnica e financeira e fomos aprovados. Estamos bem posicionados nessas disputas e estamos confiantes que ganharemos projetos”, afirma Godoy.

Segundo ele, os campos do pré-sal são reconhecidos por sua alta qualidade e isso tem impulsionado o mercado de FPSOs no Brasil. Além de novos projetos, a Petrobras anunciou sua intenção de equilibrar o modelo de contratação de sua frota de FPSO entre leasing e plataformas próprias (EPC). Nos últimos anos, a estatal focou no leasing e agora pretende dar continuidade também aos contratos de EPC, como nas plataformas P-78 e P-79, que estão em licitação.

Exxon Mobil, Shell, BP e Equinor também estão aumentando sua participação no mercado offshore brasileiro com base na aquisição de novos campos de petróleo em recentes leilões de petróleo.

Segundo Godoy, o estaleiro EBR está bem preparado para atender essas demandas. “Ao longo de 2020, fizemos investimentos em ampliação de capacidade, na construção de uma nova cabine de pintura, remodelação do pipeshop, alargamento de ruas e instalação de gás industrial em todos os prédios de produção. Os investimentos também incluem melhorias na área de segurança do trabalho, atingindo padrões internacionais.”

Fonte: Click Petróleo e Gás