Porto do Pecém atinge marca histórica com 10 milhões de toneladas no primeiro semestre de 2021

0
75
IMPRIMIR
Movimentação acumulada de contêineres registrou crescimento de 21% sobre o resultado obtido no mesmo período de 2020.

Os primeiros seis meses do ano foram finalizados com sucesso no Porto do Pecém, localizado a 60 quilômetros de Fortaleza. Isso porque, pela primeira vez desde que foi inaugurado, em 2002, o terminal cearense movimentou mais de 10 milhões de toneladas em um único semestre.

Para atingir a marca histórica, o Porto do Pecém registrou, no mês de junho de 2021, a movimentação de 1.578.353 toneladas. Os desembarques somaram 1.103.138 toneladas, crescimento de 38% em relação ao movimentado em junho de 2020. Já os embarques totalizaram 475.215 toneladas, crescimento de 24% na comparação com o mesmo mês do ano passado, quando foram movimentadas 1.181.115 toneladas.

Movimento por navegação

A navegação de cabotagem totalizou 5.776.198 toneladas, um crescimento de 39% sobre 2020. Nos desembarques de cabotagem, os principais produtos movimentados foram: minérios (2.243.570 t); combustíveis minerais (523.406 t); cereais (272.467 t); e ferro fundido (258.997 t). Já os principais embarques de cabotagem ficaram por conta das movimentações de: ferro fundido (419.167 t); sal (275.079 t); combustíveis minerais (231.060 t); e produtos da indústria de moagem (103.656 t).

A navegação de longo curso totalizou 4.261.269 toneladas, um crescimento de 10% sobre 2020. O Granel Sólido participou com 2.514.548 toneladas (59%), a Carga Solta com 1.336.853 toneladas (31%), o Granel Líquido com 209.122 toneladas (5%), e a Carga Conteinerizada com 200.746 toneladas (5%). Nos desembarques de longo curso, os principais produtos movimentados foram: combustíveis minerais (2.339.324 t); ferro fundido (325.941 t); minérios (111.077 t); máquinas (24.726 t). Os embarques de longo curso tiveram como destaques: ferro fundido (985.255 t); combustíveis minerais (121.096 t); minérios (109.500 t); e frutas (75.107 t).

Movimentação de contêineres

A movimentação acumulada de contêineres registrou a marca de 183.308 TEUs (110.963 unidades), crescimento de 21% sobre o resultado obtido no mesmo período de 2020. A cabotagem respondeu por 165.741 TEUs, crescimento de 23% em relação ao mesmo período do ano passado. No longo curso, a movimentação foi de 17.567 TEUs, crescimento de 5% no comparativo com 2020. Em toneladas, a movimentação de cargas conteinerizadas apresentou resultado de 2.440.941 toneladas, crescimento de 19% em relação a 2020.