Porto de Porto Alegre completa 100 anos e de olho no futuro

0
90
IMPRIMIR

Para marcar essa data, a Portos RS está preparando uma programação especial que respeitará os protocolos sanitários. Ao longo do mês serão realizadas atividades alusivas ao aniversário, como homenagens aos ex-portuários, eventos com velejadores e descerramento de uma placa comemorativa.

No domingo (1), o Porto Organizado de Porto Alegre completou cem anos. Desde a chegada dos primeiros imigrantes açorianos, a cidade já contava com uma modesta estrutura de acostagem de embarcações, mas foi depois do processo de abertura da Barra do Rio Grande que o sonho de edificar um porto comercial às margens do Guaíba começou a se tornar realidade.

Com a extinção da Superintendência de Portos e Hidrovias (SPH),o porto passou a ser administrado pela Superintendência dos Portos do Rio Grande do Sul (Portos RS).

As obras tiveram início no ano de 1910, durante o governo de Carlos Barbosa, e entregues em 1º de agosto de 1921, ao então governador Borges de Medeiros. Na ocasião, o porto contava com o prédio administrativo, armazéns de estrutura metálica e o tradicional pórtico de entrada. O crescimento seguiu ao longo dos anos com as inaugurações do Cais Navegantes, em 1949, e do Cais Marcílo Dias, em 1956. A conclusão do Porto como se conhece hoje aconteceu em 1962.

O Porto de Porto Alegre acompanhou o crescimento da cidade, sendo importante também para o desenvolvimento do estado. A partir de 2005, as operações foram concentradas no Cais Navegantes, uma decisão que permitiu a ampliação das atividades e a aquisição de novos e modernos equipamentos.

Atualmente ele se destaca por sua diversidade operacional, com uma movimentação média de um milhão de toneladas por ano. São cargas de fertilizantes, cevada, trigo, sal, bobinas de aço, entre outras. Com a extinção da Superintendência de Portos e Hidrovias (SPH), ele passou a ser administrado pela Superintendência dos Portos do Rio Grande do Sul (Portos RS).

A inauguração do Cais Embarcadero que aconteceu no início deste ano, representa a possibilidade de uma integração ainda maior entre o Porto, os porto-alegrenses e os gaúchos. Trata-se de um novo momento da história. Que os próximos cem anos tragam registros de novas e significativas movimentações, bons momentos à beira do Guaíba e, acima de tudo, desenvolvimento.

Texto: Rodrigo de Aguiar    Fotos: Divulgação/Portos RS