Por que navios provocam tempestades elétricas?

0
131
IMPRIMIR
                                                     Foto: Cruise Line Fans

É, parece que não é só poluição…

Segundo Joel Thornton, professor de Ciências Atmosféricas da Universidade Washington (EUA), partículas de fuligem, nitrogênio e enxofre, que estão entre os gases exaustores dos navios, diminuem gotículas de chuva provocando sua subida para a atmosfera, o que aumenta a formação de gelo e raios.

“Analisando registros de raios ao redor do mundo, em mais de um bilhão de ocorrências, Thornton e sua equipe constataram uma incidência de raios quase duas vezes mais frequente ocorrendo diretamente sobre as “avenidas aquáticas”.

O cientista explicou:

Temos um exemplo claro de como humanos estão mudando a intensidade de tempestades por meio da emissão de partículas de combustão. Temos evidência inédita de que estamos interferindo na formação de nuvens de forma contínua, e não em incidentes específicos como grandes incêndios florestais

Formação de nuvens

Elas influenciam os padrões de chuva e podem resultar em alterações climáticas ao modificar a quantidade de luz solar que as nuvens refletem para o espaço. Esses gases, expelidos pelas chaminés dos navios, são o que se chama de ‘smog’, camadas visíveis de poluição atmosférica.” Mas as partículas também atuam como núcleos de condensação de nuvens e “sementes de nuvens” – vapor d’água condensado ao redor de aerossóis forma gotículas, que posteriormente formam nuvens.”

E daí? Daí que os navios cruzam o oceano emitindo gases….

Bem, os imensos navios cargueiros  cruzam o oceano emitindo gases  todo o tempo. “O ar sobre os oceanos normalmente tem gotículas maiores, porque mais moléculas de águas precisam aderir a partículas. A adição de aerossóis ao ar resulta em mais partículas e gotículas menores e mais leves.”

A viagem das gotículas

Elas viajam para cima, para pontos mais altos quando um número maior que o comum congela. Quanto mais gelo, mais raios.  Katrina Virts, que trabalha como meteorologista da Nasa disse que…

Quando fizemos um mapa dos raios, estava claro que os navios tinham alguma influência, pois os raios ocorriam praticamente em linha reta, sobrepostas às linhas de navegação

Ao largo é pior ainda…

Daniel Rosenfeld, cientista atmosférico da Universidade Hebraica de Jerusalém comentou o estudo.

Temos uma pistola fumegante – a prova de que a incidência de raios mais do que dobra em áreas oceânicas pristinas. O estudo mostra de forma clara a relação entre emissões antropogênicas e a formação de nuvens de tempestade

Então, anote mais esta: além de serem altamente poluidores, de jogarem lixo no mar, os navios ainda podem ser responsáveis por mais esta: tempestades elétricas em suas rotas.

Foto de abertura: Cruise Line Fans

Fonte:João Lara Mesquita (Mar Sem Fim),  BBC.com