Pesquisadores da USP obtêm patente de sistema de monitoramento de água de lastro

0
20
IMPRIMIR
Trabalho multidisciplinar desenvolvido a partir de 2012 buscou entender parâmetros nos tanques de lastro antes do despejo por meio de análises remotas, sem necessidade de recolher amostras / Divulgação

Pesquisadores de diferentes departamentos da Universidade de São Paulo (USP) receberam, em abril, a carta patente de um sistema de monitoramento remoto da troca e da qualidade da água de lastro de navios mercantes. A estrutura do sistema consiste basicamente numa unidade de controle que tem processo de aquisição de dados dos sensores instalados a bordo do tanque conectados com GPS e um modem que transmite os dados coletados para um servidor para a organização de um banco com parâmetros da qualidade da água que podem indicar questões relacionadas à troca e físico-químicas dessa água.

O professor Newton Narciso Pereira, chefe do Departamento de Engenharia de Produção da Universidade Federal Fluminense (UFF) e que participou do trabalho multidisciplinar da USP, explicou que o projeto contou com um sistema autônomo (energia e função) e que teve como objetivo o monitoramento remoto da troca da água de lastro, sem interferência da tripulação e sem afetar a operação do navio, de forma a agilizar processos de fiscalização da autoridade portuária.

O projeto, cuja patente foi depositada em 2013, também foi desenvolvido e acompanhado por pesquisadores dos departamentos de Engenharia Naval, Engenharia Elétrica, Engenharia Civil e Oceanografia da USP. Participaram dos estudos: Prof. Dr. Hernani Luiz Brinati; Prof. Dr. Marcelo Carreno; Prof. Dr. Marco Chaves; MSc. Murilo Mieli; MSc. Fabio Colombo; e o engenheiro naval Geert Prange.


Pereira disse à Portos e Navios que um dos grandes desafios para a indústria nos próximos anos será como monitorar e inspecionar se esses sistemas estão atendendo critérios e qualidade da água quando o navio vai descarregar. O professor ressaltou que a pesquisa buscou provar que um sistema como esse poderia fazer um trabalho remotamente para essa verificação.

https://www.portosenavios.com.br/noticias/navegacao-e-marinha/pesquisadores-da-usp-obtem-patente-de-sistema-de-monitoramento-de-agua-de-lastro