Pesquisador da FURG ganha prêmio internacional pela preservação de botos no litoral gaúcho

0
383
IMPRIMIR
Projeto Botos da Lagoa envolve biólogos, oceanógrafos e alunos da Furg. Animais podem chegar a 4 metros de comprimento e pesar até 300 quilos.

O gaúcho da cidade de Porto Alegre, Pedro Fruet, foi premiado pela instituição inglesa Whitley Fund for Nature. Os prêmios da Whitley são concedidos anualmente pela instituição a renomados conservacionistas do hemisfério Sul. Fruet foi um dos seis pesquisadores que foram contemplados em 2021.O biólogo concorreu com 100 pesquisadores de 15 países com o projeto Botos da Lagoa dos Patos do laboratório de mamíferos marinhos do Museu Oceanográfico da FURG, que envolve biólogos, oceanógrafos e alunos da Universidade Federal do Rio Grande.

A cerimônia de premiação foi  transmitido no dia 12 de maio  ao vivo pela internet direto de Londres.Desde 2005, o trabalho é feito até três vezes a cada mês. Trata-se de um grande esforço para ajudar na preservação da espécie conhecida como nariz-de-garrafa.

Este trabalho desenvolvido no Museu Oceanográfico desde 1974 conta com o apoio de várias instituições e pessoas interessadas na conservação dos mamíferos marinhos. Pedro Fruet mora há 20 anos em Rio Grande e é um dos coordenadores do projeto. Formado em biologia na Unisinos, com mestrado e doutorado na FURG. Fruet  é sócio fundador da ONG Kaosa, através da qual concorreu ao prêmio.Atualmente é secretario do Meio Ambiente da prefeitura do Rio Grande (RS).

 

              Fruet falou ao vivo de Rio Grande com os apresentadores que estavam no estúdio em Londres

“Os botos são criaturas maravilhosas e têm a capacidade de nos mostrar que podemos desfrutar do mundo em harmonia com animais selvagens. Acredito que, ao promovê-los a uma espécie emblemática, podemos proteger todo o ecossistema e melhorar a vida das comunidades locais.É uma honra ser reconhecido pelo Whitley Fund for Nature. O financiamento nos permitirá aumentar nossos esforços e educar mais pessoas para se tornarem amantes da natureza e protetores ambientais. Trata-se de um trabalho que envolve muitas pessoas e por isso dedico este premio a toda equipe e apoiadores deste projeto”, disse Fruet.

 

ASSISTA A REPORTAGEM EXIBIDA NO JORNAL DO ALMOÇO/ RBS TV EM 2013 E CONHEÇA UM POUCO DO PROJETO