Paralisação pode impedir 2 mil caminhões de grãos por dia de chegarem ao Porto de Paranaguá

0
25
IMPRIMIR
Caso o bloqueio continue, estima-se que 2 mil veículos de grãos deixem de entrar no Porto de Paranaguá diariamente.

A greve dos caminhoneiros, que protestam no Paraná e em todo o Brasil contra o aumento dos combustíveis, já afeta parte dos serviços portuários.

A entrada de Paranaguá para caminhões estava bloqueada para caminhões desde às 6h desta segunda-feira (21), informou a Administração dos Portos e Paranaguá e Antonina (Appa), por meio da assessoria de imprensa.

Até às 14h30 de segunda-feira, 1.067 caminhões de grãos com agendamento não compareceram ao porto. Isso equivale a aproximadamente 39 mil toneladas de produtos como soja.

Impacto diário

Caso o bloqueio continue, estima-se que 2 mil veículos de grãos deixem de entrar no Porto de Paranaguá diariamente.

Apesar disso, o carregamento de navios não está sendo impactado, uma vez que, segundo o porto, os armazéns estão cheios e seriam necessários cerca de dez a 15 dias sem a entrada de veículos para que as exportações de grãos fossem afetadas.

As cargas de fertilizantes que estão sendo trazidas de navio ao porto também não têm o serviço afetado, uma vez que os carregamentos transferidos para caminhões são direcionados a empresas dentro da própria cidade, sem passar pela estrada.

Fonte: Gazeta do Povo