Operação Relíqua mostra evolução positiva na movimentação de cargas perigosas no Porto de Santos

0
22
IMPRIMIR
A Operação Reliqua 2021, coordenada pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), foi concluída oficialmente na sexta-feira (8), com uma reunião entre a Santos Port Authority (SPA) e o Ibama.

A Operação Reliqua 2021, coordenada pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), foi concluída oficialmente no dia oito (08), com uma reunião entre a Santos Port Authority (SPA) e o Ibama.

A operação teve como objetivo a fiscalização de produtos perigosos no Porto de Santos. Foram realizadas vistorias em 42 terminais do porto organizado, dez empresas fora da área de jurisdição da SPA e em instituições do polo industrial de Cubatão.

De acordo com o presidente da SPA, Fernando Biral, a realização da operação reforça a segurança do Porto de Santos: ”Tenho certeza de que esta ação servirá de referência para o resto do Brasil. Agradecemos a participação de todos nesta operação importantíssima que visa construir uma maior segurança nas operações do porto. A autoridade portuária sempre irá apoiar e estar à disposição”, concluiu Biral.

Além da presença de membros da SPA e do Ibama, a reunião contou com a participação da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), da Capitania dos Portos de São Paulo, do Exército Brasileiro e de órgãos municipais de Santos (Defesa Civil e Secretaria de Meio Ambiente).

https://www.portosenavios.com.br/noticias/portos-e-logistica/operacao-reliqua-mostra-evolucao-positiva-na-movimentacao-de-cargas-perigosas-no-porto-de-santos