>O Petrobras 58

0
198
IMPRIMIR
>

O casco que irá abrigar a P-58 possui 330 metros de comprimento por 56 metros de largura e 56 metros de altura. A nova plataforma terá capacidade para produzir 180 mil barris de petróleo por dia.

Do tipo FPSO, que produz, armazena e transfere óleo e gás, a P-58 vai operar no Campo de Baleia Azul, no Espírito Santo, na área conhecida como Parque das Baleias. A previsão de conclusão é para junho de 2013.

Com a P-58, a cidade-sede do polo naval gaúcho estará construindo três plataformas ao mesmo tempo pela primeira vez. As obras da P-55 e P-63 também já tiveram início. Ambas estão sendo feitas pela Quip,empresa da qual a Queiroz Galvão é acionista.

Além delas, outros oito cascos também serão construídos pela Ecovix. A previsão total é que mais de 25 mil empregos diretos sejam gerados com as construções.

Segundo o superintendente, a chegada da P-58 representa a consolidação do pólo naval gaúcho. “O que nós estamos presenciando aqui na planta da Quip e ali no Dique Seco são a implantação e a consolidação do pólo naval no RS. Nós colhemos os frutos que o governo brasileiro plantou ao acertar em trazer para cá aquilo que era feito lá fora. Agora é aproveitar esse momento de desenvolvimento sócio-econômico”, lembrou.

                                            Fotos Juliana Castello/Conexão Marítima