Navios ficam menos tempo atracados nos berços do Porto de Vitória

0
74
IMPRIMIR
Houve ganho de 200 t movimentadas por hora de estadia da embarcação no Porto de Vitória, significando um crescimento de 29,86% de janeiro a setembro deste ano em comparação com o mesmo período de 2019.

Mesmo com a pandemia da Covid-19 atingindo toda a cadeia portuária do país em 2020, o Porto de Vitória vem melhorando seus números neste segundo semestre. Um exemplo é o ganho no tempo médio de atracação dos navios nos berços: até o ano passado, entre janeiro a setembro, uma embarcação ficava atracada por 54h31; agora, esse tempo caiu para 48h47. Uma queda de 10,53% de ganho de tempo de estadia, ou seja, uma diminuição de 6 horas, o que significa maior rodízio nos berços (abertura para novas atracações) e, além disso, menos tempo de espera de navios na área de fundeio.

O principal indicador para a obtenção desse resultado positivo foi a prancha média bruta (indicador que mede a movimentação carga por tonelada): com a implantação de novas normas e procedimentos de atracação, operação e desatracação de navios, foram registradas mais agilidade e produtividade.