Navio Polar “Almirante Maximiano” desatraca rumo à Antártica

0
296
IMPRIMIR
             O porto de Rio Grande, no Rio Grande do Sul, será a primeira escala do NPo “Almirante Maximiano”.

A Marinha do Brasil, em continuidade às ações que visam a dar suporte ao Programa Antártico Brasileiro (PROANTAR), enviará ao continente antártico o NavioPolar (NPo) “Almirante Maximiano”. O “Tio Max” – como é conhecido por sua tripulação.o navio desatracou do Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro, na segunda-feira. A trigésima oitava Operação Antártica (OPERANTAR XXXVIII) contará, adicionalmente, com a atuação do Navio de Apoio Oceanográfico (NApOc) “Ary Rongel”.O NPo “Almirante Maximiano”, sob o comando do Capitão de Mar e Guerra João Candido Marques Dias, terá como principal missão apoiar os preparativos para a ativação da nova Estação Antártica Comandante Ferraz (EACF). Realizará, ainda, pesquisas nas áreas de oceanografia, biologia, geologia e meteorologia, a fim de contribuir para a consecução do PROANTAR, garantindo, assim, a presença do Brasil na Antártica. Também estão previstos levantamentos hidrográficos, visando à construção e à atualização, pela Diretoria de Hidrografia e Navegação (DHN), de cartas náuticas em áreas de interesse naquela região.

As atividades científicas envolverão especialistas de diversas instituições de ensino e pesquisa do País. Todo esse trabalho é executado em consonância com o caráter pacífico e ambientalmente responsável que sempre marcou a presença do Brasil na Antártica.O porto de Rio Grande, no Rio Grande do Sul, será a primeira escala do NPo “Almirante Maximiano”.

Também estão programadas visitas aos portos de Montevidéu, no Uruguai, Punta Arenas, no Chile, e de Ushuaia, na Argentina. O regresso ao Rio de Janeiro está previsto para abril de 2020.A OPERANTAR é uma das mais complexas e extensas operações realizadas regularmente pela Marinha do Brasil e envolve um planejamento minucioso, para garantir a presença brasileira no continente antártico. Sua relevância é ainda mais significativa em virtude do papel da Antártica nos sistemas naturais globais, agindo como principal regulador térmico do planeta, controlando as circulações atmosféricas e oceânicas e influenciando o clima e as condições de vida na Terra. A chegada em Rio Grande está prevista para sábado.

Fonte: Marinha do Brasil