Nauro Júnior fala sobre seu mais recente livro: Náufrago de um mar doce

0
491
IMPRIMIR
 
Nauro Júnior lançou “Náufrago de um mar doce” na 40ª Feira do Livro de Pelotas. O livro conta a saga de Nico, um pescador da pacata Vila da Palha, em Pelotas, que sobreviveu a um naufrágio na Lagoa dos Patos. A história mistura realidade, ficção e tem pitadas de autobiografia, segundo o autor. Aventurando-se pela segunda vez na literatura, o repórter fotográfico conta que quando ouviu pela primeira vez o relato do naufrágio, percebeu que tinha nas mãos uma saga de literatura fantástica. “Perguntei ao Nico o que achava de um livro sobre sua vida e ele me questionou se alguém teria interesse sobre uma vida simples e sem graça como a dele”, revela. Sua história era maior do que imaginava. Após longas conversas a bordo do Tatuapú, barco do personagem, ou na margem do Arroio Pelotas, Nico e a mãe – Dona Judith – tornaram-se os protagonistas desta aventura. A universalidade da história é seu maior encanto. “Poderia ter se passado na Vila da Palha, em Pelotas, em Cuba, na Itália, ou em qualquer lugar do mundo”, avalia Nauro Júnior.