Linha de Contêiner no Porto do Itaqui está pronta para retomada – Maranhão

0
58
IMPRIMIR
O projeto de ampliação da infraestrutura portuária para armazenagem de contêineres da EMAP contempla uma área de 20.250 metros quadrados com capacidade estática para 1.341 TEUS. Foram investidos R$ 10 milhões na obra de engenharia e outros R$ 9 milhões serão investidos na reestruturação do sistema elétrico

Mais um passo foi dado para tornar o Porto do Itaqui mais competitivo e viabilizar a retomada da linha regular de contêineres. Um acordo firmado entre a empresa Pedreiras Transporte e os sindicatos das três categorias de trabalhadores portuários (conferentes, arrumadores e estivadores), garantindo tarifa única para movimentação desse tipo de carga, associado ao interesse do mercado, pode determinar a breve retomada dessa operação, com potencial para movimentar 1.800 contêineres/mês. A informação é da Empresa Maranhense de Administração Portuária (EMAP).

“Esse é um momento único, um encontro histórico que viabiliza essa operação que é um anseio da comunidade portuária, sobretudo dos donos de carga”, disse o diretor comercial e financeiro da Pedreiras Transporte, Antônio José Jansen Pereira. “A EMAP, como autoridade portuária, criou todas as condições para que esse acordo fosse firmado com a classe trabalhadora, parte mais importante nesse processo, porque abre postos de trabalho no âmbito do OGMO”, explicou. A OGMO é o Órgão Gestor de Mão de Obra do Porto do Itaqui.

O acordo integra um esforço conjunto para a retomada dessa operação no Itaqui e inclui a participação da EMAP, com investimentos em infraestrutura no Porto do Itaqui e da Intrading Global (negócios internacionais), que representa sete empresas dos setores de serviços, home center, supermercados e indústrias de produtos de limpeza.