Gigantes mundiais visitam e sinalizam interesse no Estaleiro Rio Grande

0
645
IMPRIMIR

Um importante passo no caminho de retomada das operações do Estaleiro Rio Grande foi dado na quinta-feira (20). Em encontro organizado pela Agrodock, a empresa parceira da Ecovix no desenvolvimento de negócios , executivos de companhias ligadas ao mercado naval, de movimentação de mercadorias e traders de seis países visitaram as instalações e viram de perto as oportunidades de investimentos e negócios existentes no cais. Nos próximos dias, devem ser encaminhadas cartas de intenções com os participantes da comitiva.

Além de grandes empresas brasileiras, gigantes mundiais do setor também participaram da comitiva e figuram como potenciais parceiros e investidores. É o caso da turca Pacific Shipping, das japonesas MOL/Mitsui O.S.K Lines e NYK, proprietária da maior frota de frete marítimo do mundo, da chinesa China Forestry Group, principal compradora global de madeira, da italiana SAIF e da norueguesa Norden.

O amplo leque de oportunidades existentes no polo naval agradou aos empresários. Os setores que mais despertaram interesse nos investidores foram o de operação portuária, construção e reparo de navios, limpeza de embarcações e transporte de cargas, com especial destaque para o carregamento de madeira.

Para Burak Akartas, diretor-presidente da Pacific Shipping, o encontro foi uma grande oportunidade de reunir os players estratégicos do setor visando o futuro da operação. No mesmo sentido, observou um dos donos da SAIF, Tommaso Zucchi. “O dia de hoje reuniu pessoas e empresas que realmente precisam de um lugar como este. Existem muitas possibilidades que podem evoluir a partir desta visita”, destacou.

A atração de investidores é parte fundamental do criterioso plano de recuperação estabelecido pela Ecovix para a retomada gradativa das operações do polo naval, que possui ativos estimados em US$ 1 bilhão. Além da captação comercial, a empresa desenvolve outras ações que já estão trazendo benefícios para a região. A remoção de mais de 100 mil toneladas de estruturas que seriam utilizadas na construção das plataformas P-71 e P-72, por exemplo, devem gerar 400 empregos até sua conclusão.

“Estamos avançando com firmeza, responsabilidade e celeridade para honrar os compromissos assumidos com os credores, com a justiça, na figura da Administração Judicial e com o Estado. O encontro de hoje é a mostra deste empenho e, principalmente, do grande potencial do empreendimento”, exaltou o diretor operacional da Ecovix, Ricardo Ávila

Para Ávila, o cenário propiciado pelo encontro comercial é promissor. A próxima etapa do processo são tratativas individuais com cada possível investidor. “Ainda há um longo caminho pela frente, mas não há dúvida de que demos um passo muito importante no dia de hoje”, destacou o diretor.

As negociações com cada companhia deve avançar já nos próximos dias. A expectativa da Ecovix e da Agrodok é fechar cartas de intenções com as empresas, estabelecendo as bases para as futuras operações.

Plano de recuperação cumprido à risca

No final da tarde de quarta-feira (19), representantes da Ecovix e das empresas interessadas na retomada da operação do estaleiro foram recebidos pelo governador do Estado, Eduardo Leite. No encontro, foram apresentadas as ações da companhia para o cumprimento integral do acordo de recuperação judicial homologado e aprovado no ano passado.
Além da busca de investidores e parceiros operacionais, a Ecovix vem cumprindo à risca os itens estabelecidos no acordo, como a limpeza da área e o pagamento dos credores habilitados.
A Ecovix entrou com pedido de recuperação judicial no fim de 2016, depois de a Petrobras ter cancelado contratos para a montagem de plataformas de petróleo. Ao todo, foram entregues cinco unidades.

Conheça cada uma das 13 companhias que participaram do encontro comercial:

Pacific Shipping (Turquia)

SAIF (Itália)

Norden (Noruega)

MOL/Mitsui O.S.K Lines (Japão)

China Forestry Group (China)

Tanac (Brasil)

Mita (Brasil)

Demuth (Brasil)

Sagres (Brasil)

NYK (Japão)

Conexion (Brasil)

Palamar Group (Brasil)

Alphamar (Brasil)

Fotos Giuliano Thaddeu