Energia solar move sistema de irrigação brasileiro no Sudão

0
142
IMPRIMIR
           O tipo de sistema requisitado pelos sudaneses foi o off-grid, ou desconectado da rede

O braço brasileiro da Valmont Solar Solutions foi responsável pelo desenvolvimento de um equipamento de irrigação movido a energia solar e que opera, hoje, no Sudão. A máquina está em atividade desde abril deste ano em uma fazenda da companhia Zadna International Investment, no norte do país árabe que fica no continente africano.

No ano passado, a fabricante Valmont adquiriu a empresa brasileira Solbras, que trouxe para o projeto o know-how em energia solar. E foram profissionais como Fábio Mucin, um dos sócios da antiga Solbras e hoje diretor de operações da Valmont Solar Solutions, que criaram a solução. “Os desafios desse projeto eram que o Sudão é bastante árido, é um país que depende bastante do Rio Nilo. Também é um local que sofre cortes de energia constantemente”, explicou Mucin.

Por essas questões, a equipe precisou pensar em um projeto que utilizasse unicamente a luz solar. Para se ter uma ideia, os principais tipos de sistemas são os chamados on-grid, ou conectados à rede. No Brasil, por exemplo, o sistema de energia solar geralmente é conectado à rede elétrica. Esse complemento serve para que em momentos de menor incidência solar, a rede elétrica ajude a manter os equipamentos funcionando.