Com 2,7 bilhões de MWh, Itaipu produziu desde 1984 energia para iluminar o mundo por 43 dias

0
75
IMPRIMIR

 

Se tomarmos como referência as reservas totais de petróleo do Brasil, da ordem de 12,7 bilhões de barris, seria necessário consumir 44% desse petróleo para produzir os 2,7 bilhões de MWh de energia.

A usina hidrelétrica chega nesta sexta-feira (14) aos 2,7 bilhões de MWh. É energia suficiente para suprir a demanda do Brasil por cinco anos e nove meses; e do Paraguai, por 190 anos.

A usina hidrelétrica de Itaipu chega, na próxima sexta-feira (14), aos 2,7 bilhões de megawatts-hora (MWh) de energia acumulada desde o início da operação, em maio de 1984. É uma marca histórica para o empreendimento binacional, líder mundial em geração de energia limpa e renovável, que reforça a importância estratégica da hidrelétrica para o desenvolvimento sustentável e a segurança energética do Brasil e do Paraguai.

Em 2023, quando o Tratado completará 50 anos e o anexo C, que trata das bases financeiras, será revisado, Itaipu provavelmente terá já cravado 3 bilhões de MWh de energia acumulada – índice que dificilmente outra usina no mundo conseguirá alcançar, nem mesmo aquelas que começaram a produzir antes da binacional.

A usina de Three Gorges (Três Gargantas, na China), por exemplo, a maior do mundo em potência instalada, considerando a média de produção dos últimos seis anos, alcançaria Itaipu apenas em 2347.

Quanto mais Itaipu produz, melhor para o consumidor, que paga menos pelo uso de energia limpa e renovável, e também para o governo, que precisa recorrer menos às termelétricas.

Estratégica

Hoje, Itaipu é responsável por atender quase 15% do mercado brasileiro de energia elétrica, e 93% do Paraguai. Os 2,7 bilhões de MWh produzidos ao longo de 35 anos e nove meses de operação seriam suficientes para abastecer todo o planeta por 43 dias.

Para fins de comparação, o equivalente térmico da geração de Itaipu é de 15,3 milhões de barris de petróleo (beps) por dia. Como referência, a produção média de petróleo, no Pré-Sal, foi de 2,183 milhões de barris por dia em 2019, segundo fontes da Agência Brasil.

Se tomarmos como referência as reservas totais de petróleo do Brasil, da ordem de 12,7 bilhões de barris, seria necessário consumir 44% desse petróleo para produzir os 2,7 bilhões de MWh de energia.

Também vale lembrar que a energia hidrelétrica é limpa e renovável, ou seja, não emite poluentes. Se a energia gerada pela Itaipu fosse proveniente de outras fontes, a emissão de gás carbônico equivalente (CO2eq) seria, em termos de usinas de gás, de 1,09 bilhão de toneladas; e, nas usinas a óleo; 1,90 bilhão de toneladas. Nas usinas a carvão, a emissão de gás carbônico seria ainda maior: 2,57 bilhões de toneladas.

Fonte: TN Petróleo