ANTAQ leiloa cinco áreas portuárias por R$ 216,3 milhões. Uma delas é o porto de Pelotas(RS)

0
124
IMPRIMIR
                                           Eduardo Nery: leilões significam modernização do setor portuário

A ANTAQ leiloou por R$ 216,3 milhões, nesta sexta-feira (9), na B3, em São Paulo, quatro áreas no Porto do Itaqui (MA) para movimentação de combustíveis e uma no Porto de Pelotas (RS) para carga geral, especialmente madeira. Os investimentos alcançarão cerca de R$ 610 milhões.

Das quatro áreas licitadas no porto maranhense, houve disputa em três. A IQI03 ficou com a Santos Brasil Participações, que venceu a Empresa Brasileira de Terminais e Armazéns Gerais LTDA. (EBT), oferecendo um valor de outorga de R$ 61,3 milhões, com ágio de 44%. A área denominada IQI11 teve proposta única. A Santos Brasil Participações arrematou por R$ 56 milhões. Ágio de 15%. A Santos Brasil também venceu o leilão da IQI 12, com um valor de outorga de R$ 40 milhões, superando a proposta da empresa Terminal Químico de Aratu (Tequimar). A IQI13 também teve disputa entre a Tequimar e a Santos Brasil. A Tequimar venceu o leilão com um lance de R$ 59 milhões. Já a área PEL01, no Porto de Pelotas, teve uma proposta. A CMPC Celulose Riograndense LTDA. arrematou a área por R$ 10 mil.

O diretor-geral da ANTAQ, Eduardo Nery, parabenizou os vencedores. “Agradecemos por acreditarem no país. Os leilões realizados significam um setor portuário mais eficiente e mais produtivo, gerando desenvolvimento econômico, renda e emprego para o país, ainda mais em um cenário de pandemia”, afirmou.   

Abaixo mais informações sobre as áreas licitadas:

Leilão 06/2020 – IQI03

Área do Terminal Licitado: 25.416m²

Prazo Contratual: 20 anos

Receita Bruta Global: R$ 629,8 milhões

Investimento Total: R$ 106,5 milhões

Movimentação Total (t): 7,5 milhões

Leilão 07/2020 – IQI11

Área do Terminal Licitado: 33.217m²

Prazo Contratual: 20 anos

Receita Bruta Global: R$ 880,8 milhões

Investimento Total: R$ 133,3 milhões

Movimentação Total (t): 10,6 milhões

Leilão 08/2020 – IQI12

Área do Terminal Licitado: 38.683m²

Prazo Contratual: 20 anos

Receita Bruta Global: R$ 1,001 bilhão

Investimento Total: R$ 177,2 milhões

Movimentação Total (t): 12,054 milhões

Leilão 09/2020 – IQI13

Área do Terminal Licitado: 36.578m²

Prazo Contratual: 20 anos

Receita Bruta Global: R$ 1,001 bilhão

Investimento Total: R$ 178,5 milhões

Movimentação Total (t): 12 milhões

Leilão 10/2020 – PEL01

Área do Terminal Licitado: 23.510m²

Prazo Contratual: 10 anos

Receita Bruta Global: R$ 100,3 milhões

Investimento Total: R$ 16 milhões

Movimentação Total (t): 6 milhões

Infraestrutura, Trânsito e Transportes

 

O porto gaúcho é o terminal  situado na região sul do Rio Grande do Sul, e é a única estrutura gaúcha que consta na lista de rodada dos leilões. A empresa vencedora vai operar o porto pelos próximos 10 anos. O investimento previsto é de R$ 16 milhões na malha portuária, o que amplia a possibilidade de novos empregos no município.

 Desde 2015, o porto de Pelotas vem sendo utilizado pela CMPC, uma das principais empresas de celulose da América Latina. O vínculo entre o porto e a empresa, assinado em 2015, é regido por um contrato de uso temporário.

O Porto de Pelotas tem atualmente quatro acessos: rodoviário, pelas BRs 392 e 471; ferroviário, marítimo e fluvial, e por isso desperta interesse de empresas privadas.