Ciclone, fortes ventos e possibilidade de neve: como será a terça-feira no RS

0
22
IMPRIMIR

Ao que tudo indica, a semana mais gelada do ano — até agora — chegou. Isso porque o avanço de um ciclone deve deixar a temperatura baixa e provocar vento de até 100 km/h, o que contribui ainda mais para a sensação de frio intenso na maior parte do território gaúcho nesta terça-feira (17).

Além do frio, o dia é de alerta para a possibilidade de estragos causados pela ventania. Na noite dessa segunda-feira, o Ministério do Desenvolvimento Regional convocou uma coletiva de imprensa para orientar a população sobre os cuidados necessários para enfrentar a tempestade, batizada pela Marinha de Yakecan – “o som do céu”, em tupi-guarani. O evento, que afeta principalmente o Rio Grande do Sul e Santa Catarina, deve atingir o ápice na tarde desta terça.

Em diversas cidades gaúchas houve suspensão de aulas e há mobilização das autoridades, que se preparam para atender eventuais demandas geradas pela tempestade. As empresas responsáveis pelo abastecimento de energia elétrica e água no Estado também anunciaram reforço no atendimento nesta terça-feira.

Conforme o meteorologista do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), Rogério Rezende, o ciclone deve afetar principalmente a faixa leste do Estado, incluindo todo o Litoral Norte, Litoral Sul e a Região Metropolitana.

 — Ele vai se formar e se deslocar mais a partir da noite de hoje (segunda-feira), entre a noite e a madrugada. O ápice da atuação desse sistema é para amanhã (terça-feira) e ainda pela manhã do dia 18. Depois, ele se desloca saindo para o mar e deve atingir mais a região costeira — explicou o profissional, em entrevista à Rádio Gaúcha nesta segunda-feira.O meteorologista afirmou, ainda, que pode nevar principalmente na Serra:

—  A gente vai ter condição de vento, e como ele vem com precipitações, a possibilidade de chuva congelada e neve não está afastada. Dependemos, agora, do grau de queda das temperaturas. Quando se fala em neve, arrisca as áreas mais altas, porque as temperaturas são mais baixas. Mas não se pode descartar as áreas mais planas.

Temperaturas 

A temperatura mais baixa do RS nesta terça, 0°C, deve ser registrada em São José dos Ausentes. Já a máxima, que não passa de 17°C, pode aparecer em Morrinhos do Sul, no Litoral Norte, e em Alto Feliz, no Vale do Caí. Os termômetros da Capital vão de 10°C a 14°C.

Ainda para esta terça-feira, há risco de chuva isolada em quase rodas as regiões. Turuçu, São José do Norte e Tavares, as três no sul gaúcho, marcam os maiores acumulados do Estado: 24mm (cerca de 15% do volume de chuva previsto para o mês nos municípios). O tempo fica firme, com sol entre nuvens, apenas na Fronteira Oeste.

Pouca coisa muda na quarta-feira (18). Chove de maneira isolada em todo o Rio Grande do Sul. As menores temperaturas do dia estão previstas para cidades da Serra — região onde ainda deve haver risco de neve — e seguem abaixo de 5°C. Veja a lista:

  • São José dos Ausentes: 0°C

  • Cambará do Sul: 2°C

  • Bom Jesus: 3°C

  • Bento Gonçalves: 4°C

Os termômetros de Camaquã, na Região Sul, marcam 20°C, a máxima do RS. A variação térmica na Capital fica entre 11°C e 16°C.

Fonte: GZH