Armadores terão que investir em equipamentos e práticas para reduzir emissões

0
74
IMPRIMIR

Uma revolução na navegação mundial pode ocorrer nas próximas décadas. Os Estados membros da Organização Marítima Internacional (IMO) adotaram estratégia inicial para redução gradual das emissões de gases de efeito estufa dos navios. Durante sua 72ª sessão, em abril de 2018, o Comitê de Proteção ao Meio Ambiente Marinho (MEPC) da IMO adotou “níveis de ambição” visando diminuir as emissões anuais totais em pelo menos 50% até 2050, em comparação com 2008, enquanto buscarão eliminá-las completamente. Os armadores terão de investir em mudanças relacionadas ao consumo de combustível. No mundo, há estudos e discussões sobre o tema que ainda precisam amadurecer.

Fonte: Portos e Navios