Carga projeto com seguro especial

0
689
IMPRIMIR

Aparecido Mendes Rocha,corretor de seguros especializado em seguros internacionais

As cargas com medidas, dimensões e peso fora dos padrões que impedem o embarque em contêineres convencionais são definidas no transporte internacional como carga de projeto. Normalmente são cargas como reatores, turbinas, transformadores, geradores, guindastes, vagões, plataformas, usinas completas, pás eólicas, partes e peças de equipamentos industriais e equipamentos de grande porte.

Para a realização do transporte de carga de projeto são imprescindíveis estudos específicos da logística aplicada em todas as etapas da viagem, começando no local de saída do fornecedor, passando pela viagem internacional, armazenagem, até a entrega no local do comprador. Os estudos de viabilidade são desenvolvidos por equipes profissionais capacitadas em atuar com cargas especiais e diferenciadas e envolve o fretamento de navio ou aeronave, do veículo rodoviário ou ferroviário e avaliação dos equipamentos que movimentarão a carga durante o transporte.

O modal marítimo representa a maioria dos transportes de carga de projeto e nele são utilizados navios roll-on-roll-off, principalmente para as cargas rolantes, ou navios especializados em carga solta (breakbulk), e navios porta-contêiner para o transporte de equipamentos especiais. A fim de evitar avaria à carga durante a viagem, são necessários cuidados especiais com a adequação de embalagem, armazenagem, planejamento de manobra de transbordo, estivagem e a fixação da carga nos porões ou conveses da embarcação.

O Brasil é considerado uma das potências emergentes e tem caminhado para um crescimento econômico consistente, o que impulsiona significativamente o desenvolvimento do setor privado com a realização de grandes projetos industriais em diversas regiões do país. São projetos ligados à expansão de fábricas, à construção de refinarias, hidroelétricas, termoelétricas, indústria naval, mineração, off shore, projetos no setor de energia, óleo e gás, fabricação de aeronaves e até construção de submarinos. Com este cenário positivo, a demanda por carga de projeto é grande, mas é preciso muita melhoria na infraestrutura para atender às necessidades exigidas no transporte dessas cargas.

As operações de carga de projeto envolvem números elevados e qualquer ocorrência com avaria representa perdas que podem comprometer todo o projeto, e neste sentido, a proteção securitária é essencial. Devido à complexidade do transporte de carga com riscos potencialmente agravados, para determinação das condições do seguro de transporte internacional e precificação, os subscritores das seguradoras, precisam conhecer detalhes do projeto, como: tipo de carga, meio de transporte, classificação de navios, aeronaves, características de veículos transportadores, plano de gerenciamento de riscos, armazenagem, operações de carga e descarga e trajeto rodoviário até o local de entrega, caso haja cobertura para esse percurso.

Para cargas com a finalidade de compor um empreendimento com prazo previsto para o início de suas operações, é recomendável a cobertura de Delay Start Up (DSU) que cobre as perdas financeiras por atraso no início da atividade do projeto, devido a um sinistro que possa ocorrer durante o transporte dos equipamentos que serão implantados.

O Brasil não é apenas um país importador de projetos, já há algum tempo tornou-se também um exportador de projetos inteiros com tecnologia avançada. O desenvolvimento de carga de projeto passa, necessariamente, pelos setores de transporte e logística; logo, exige a contratação de um seguro bem estruturado, que permita às empresas envolvidas executarem seus serviços sem a preocupação de perdas financeiras por incidentes com a carga, objeto do contrato de seguro.